Um menininho chamado Davi

Nos DVDs infantis, geralmente vemos a imagem de um menininho ruivinho e bonitinho, esse seria Davi e não sei se é devido a isso ou pela narrativa da Bíblia, mas o imagino dessa forma.

Davi, assim como cada um de nós, tinha defeitos, manias, porém em contrapartida, ele tinha qualidades brilhantes, admiráveis e dignas de serem copiadas.

Todas essas definições sobre Davi, foram a partir do que lemos na Bíblia, contudo na época quando ocorreram o cenário era outro, Davi não tinha reconhecimento algum, inclusive, quando o profeta Samuel foi ungir um rei na casa de Jessé, todos os filhos foram apresentados, menos Davi.

Das histórias de Davi, creio que a mais conhecida foi a luta contra o gigante Golias. Uma batalha que aos olhos humanos teria um final certo, Davi seria eliminado. A diferença física entre Davi e Golias era absurda e mesmo assim Davi manteve sua decisão em enfrentar o gigante. Destemido, em nenhum momento lemos na Bíblia Davi com medo de Golias ou o enaltecendo, simplesmente foi e fez o que se propôs. Analisando a ação de Davi, fiquei imaginando nossa postura quando enfrentamos algum problema, ficamos agoniados, por vezes, desesperados e colocamos o problema acima de qualquer coisa. Esquecemos que temos um Deus! Davi conhecia o Deus todo poderoso e sabia que aquela batalha era do Senhor, que assim seja conosco, só provamos nossa fé quando precisamos exercê-la.

Outro bom exemplo, foi quando após terríveis investidas de Saul contra sua vida, Davi teve a oportunidade de mata-lo, mas não o fez. Davi sabia que por mais que Saul tivesse injustamente o atacando, ele era um ungido de Deus e não se atreveria fazer mal a ele.

“Então os homens de Davi lhe disseram: Eis aqui o dia, do qual o Senhor te diz: Eis que te dou o teu inimigo nas tuas mãos, e far-lhe-ás como te parecer bem aos teus olhos. E levantou-se Davi, e mansamente cortou a orla do manto de Saul.
Sucedeu, porém, que depois o coração doeu a Davi, por ter cortado a orla do manto de Saul. E disse aos seus homens: O SENHOR me guarde de que eu faça tal coisa ao meu senhor, ao ungido do SENHOR, estendendo eu a minha mão contra ele; pois é o ungido do SENHOR.”
1 Samuel 24:4-6

O exemplo de Davi, nos ensina que devemos respeitar todas as autoridades, pais,  pastores, professores e até mesmo a presidente (mesmo que esses não sejam da forma como gostaríamos). Além disso, devemos orar por eles e lançar palavras de bênçãos e não de maldição. Isso agrada o coração de Deus.

Ainda sobre Davi, o que dizer do livro de Salmos? Quantos salmos que já falaram ao seu coração? Salmos de quebrantamento, de ânimo, de fortalecimento, de arrependimento, enfim, não há como não dizer que o derramar de Davi no livro de salmos reflete um coração sincero e amável. Não foi sem fundamento que Davi foi considerado um homem segundo o coração de Deus.

Além de tudo que foi relatado aqui, Davi também entrou para a galeria dos heróis da fé, em Hebreus 11.

O que queremos mostrar nesse texto é que Davi não era um super homem com poderes especiais, mas um homem cheio do Espírito Santo de Deus e isso o fazia sim, um homem acima do que se vê.

Se você permitir ser morada do Espírito Santo, terá experiências incríveis, assim como Davi teve. Depende de você escolher viver uma entrega total ao Senhor ou permanecer da mesma forma.

Que o Espírito Santo fale ao seu coração e te impulsione para buscar mais da presença de Deus.

Deus te abençoe.